Quantas categorias eu devo ter para organizar meu orçamento no Vai Sobrar?

Quantas categorias eu devo ter no Vai Sobrar? 8, 22, 58? Esta é uma pergunta que recebemos frequentemente.

Não há uma maneira errada de categorizar

Não há certo ou errado quando o assunto é categorização de despesas. Claro, há muitos conceitos e opiniões na internet apontando para um modelo definitivo, mas esta é uma decisão pessoal.

Por que apenas 10 categorias no Vai Sobrar?

Nossa escolha aqui no Vai Sobrar! são um máximo de 10 categorias para auxiliar as pessoas na gestão do seu orçamento, mas é claro que a resposta é muito particular. Há pessoas que gostam de usar muitas categorias, muito mais do que 10. Outras nem chegam a usar as 10. Um conceito importante para entender a nossa escolha é o antigo conceito de envelopes: cada responsabilidade ou meta que você tenha que arcar com seus recebimentos no mês é representado por um envelope (casa, educação, vestuário, investimentos, etc). Quanto mais envelopes, mais difícil é gerenciar seu orçamento. Quanto menos, mais fácil é perceber pra qual envelope está indo mais dinheiro (pelo volume). Com as categorias e seus limites no Vai Sobrar! você ganha uma poderosa ferramenta para entender, do mais alto nível, como está se comportando em seu orçamento. Se possibilitássemos a criação de quantas categorias qualquer um quisesse, perderíamos a oportunidade de orientar e agregar conhecimento, e provavelmente haveria muito mais categorias nos orçamentos cadastrados que o necessário. Além disso, quanto mais categorias você tiver, menos capacidade de agrupamento e informação estatística elas terão, e elas passarão a ser só mais um trabalho sem oferecer muita informação, extrapolando ao ponto de não haver praticamente diferença entre uma despesa e uma categoria. Resumindo: fizemos a nossa escolha pro Vai Sobrar!, mas a melhor quantidade de categorias te permite observar comportamentos que você não observaria por preguiça de somar e agregar registros, e te permite, assim, monitorar e melhorar seus hábitos.

Na dúvida, faça o mais simples

Claro, sugerimos que você comece com o mínimo de categorias possível, e agregue mais algumas ao seu orçamento conforme o seu uso. É sempre possível modificá-las, mas lembre-se: quanto mais simples, melhor.

Quando você começa a usar o Vai Sobrar! já recebe algumas categorias pré-cadastradas. São as nossas sugestões de categorias, que podem ser editadas ou removidas. Você também pode criar novas, mas o total delas não passará de 10.

Independente de quantas categorias você escolheria usar em seu orçamento, é importante fazer estas perguntas enquanto as gerencia, para guiar-se:

  • Esta categoria me agregará informação valiosa sem que eu tenha mais um trabalho tedioso?
  • Esta categoria vai me ajudar a mudar meu comportamento em meu orçamento?

Comece com poucas categorias e agrupe suas despesas nelas. Se tiver dúvida sobre alguma categoria, deixe-a de fora e tente seguir adequando suas despesas às categorias existentes. Você vai sentir quando uma categoria realmente fizer falta, tentando encaixar algumas despesas. Aí talvez seja a hora de criar uma nova categoria. De certa maneira, você estará forçando uma nova categoria a realmente ter espaço e utilidade no seu orçamento doméstico.